Categoria

Life & Science

Categoria

Comprimidos mastigáveis devem ser bem aceitos pelos brasileiros

No momento de ingerir uma medicação, os consumidores preferem opções que ofereçam uma melhor experiência, como gosto, formato, tamanho, etc; por isso as indústrias farmacêuticas buscam sempre algum tipo de inovação que possa contribuir com os desejos dos consumidores. Uma boa opção são os diferentes tipos de comprimidos maleáveis existentes. Um bom exemplo são os comprimidos mastigáveis e orodispersíveis, formulações que podem trazer algum tipo de inovação para produtos já existentes e também oferecer um diferencial competitivo para o mercado, tanto para, por exemplo, pacientes idosos, que têm dificuldade em deglutir, ou para crianças, pois ajudam na palatabilidade dos produtos. “A escolha por esse tipo de cápsula é interessante, pois oferece algo diferente ao cliente, uma sensação nova. É uma opção que acreditamos que será muito bem absorvida pelo mercado brasileiro”, acredita Talles Henrique Ernica, especialista em aplicação técnica global para celulósicos da Roquette. Gostou? Assine nossa newsletter e receba…

Biomimetismo: como funciona e expectativas do mercado cosmético

Se você observar o comportamento das crianças, perceberá que elas copiam os adultos. Esses, por sua vez, usam a natureza como fonte de inspiração. Já faz algum tempo que pesquisadores das indústrias cosmética, farmacêutica e química analítica atuam de acordo com essa prerrogativa. Daí surgiu o biomimetismo. Essa não é, portanto, uma ciência recém-descoberta. Na realidade, consiste em observar os fenômenos e processos naturais para descobrir mecanismos que aprimorem o cotidiano das pessoas e tragam praticidade às suas rotinas. A imitação (mimética) da vida (bio), portanto, é mais que uma palavra de origem grega. Consiste em uma área de estudo séria e que abrange princípios criativos e estratégias da natureza para integrar funcionalidade, sustentabilidade e estética. É claro que esse é apenas um resumo do conceito. O biomimetismo é muito mais completo e abrangente. Por isso, criamos este material. Nele, você entenderá o que é essa ciência, como funciona, como aplicá-la na…

Conheça as regras de rotulagem de cosméticos no Brasil

Existem várias maneiras de colocar informações em uma embalagem de cosmético e o plástico, sem dúvidas, é a pior delas — totalmente antiecológico, já que demora 450 anos para se decompor (segundo a Unicef). De acordo com um relatório da WWF, o Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico mundialmente falando. Por isso, na questão de rotulagem de cosméticos, o plástico é uma péssima escolha. Além de alertar para a conscientização com relação ao uso de plásticos em invólucros de cosméticos, este post trata das regras para rotular cosméticos, as quais foram modificadas pela RDC 250/2018. Acompanhe! O movimento sem plástico Você sabia que, no Brasil, descartamos aproximadamente 11,3 milhões de toneladas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia? Obviamente, esse número se deve à grande extensão territorial de todos esses países. Outro dado alarmante do mesmo relatório: em 2018, foram coletadas mais de 10,3 milhões…

Confira as novas tecnologias para proteção solar

Embora a atenção do público quanto à importância da proteção solar redobre nas estações mais ensolaradas do ano, a indústria está sempre atenta às novidades que envolvem a proteção da pele.  Tendências como o uso de tecnologia e a valorização da beleza natural têm revolucionado o mercado e tornado esses cosméticos mais funcionais, eficazes e atraentes para o consumidor. Para ter um panorama do mercado de proteção solar e das novas oportunidades desse segmento, confira o que preparamos a seguir! O mercado de proteção solar De acordo com a Euromonitor, agência de pesquisa de mercado, a proteção facial é um dos principais fatores que impulsionam o crescimento da área de cosméticos no Brasil.  A pesquisa, divulgada em um portal especializado, aponta que o Brasil é o segundo país no ranking global dos maiores consumidores de protetores solares, perdendo apenas para os Estados Unidos.  Além da conscientização dos consumidores, há maior interesse…

Entenda sobre mapa genético e o futuro da indústria da saúde

Até 2001, com a primeira publicação de uma sequência de genoma humano, não sabíamos que uma pessoa tem mais de 3,4 bilhões de bases de DNA. De lá para cá, o mapeamento genético trouxe novas perspectivas para o futuro da saúde e, consequentemente, para os setores de química e farmácia. Confira, a seguir, como o mapa genético está transformando o futuro da indústria da saúde e como ele se relaciona com as maiores tendências do setor! Conceito de mapa genético Se antes a compreensão da estrutura genética do corpo humano restringia-se a ficções científicas como “Gattaca” (Andrew Niccol, 1997), hoje, ela se incorpora cada vez mais à rotina médica e promete ser parte do cotidiano de cuidados da maioria da população nos próximos anos. O mapa genético — ou sequenciamento genético — permite determinar a ordem de bases nitrogenadas que compõem a molécula de DNA. Inicialmente, o sequenciamento de DNA foi realizado para que cientistas…

Conheça as regras de rotulagem de cosméticos no Brasil

De acordo com um relatório da WWF, o Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico mundialmente falando. Por isso, na questão de rotulagem de cosméticos, o plástico é uma escolha a ser debatida. Além de alertar para a conscientização com relação ao uso de plásticos em invólucros de cosméticos, este post trata das regras para rotular cosméticos, as quais foram modificadas pela RDC 250/2018. Acompanhe! O movimento sem plástico Você sabia que, no Brasil, descartamos aproximadamente 11,3 milhões de toneladas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia? Obviamente, esse número se deve à grande extensão territorial de todos esses países. Outro dado alarmante do mesmo relatório: em 2018, foram coletadas mais de 10,3 milhões de toneladas de plástico, mas somente 1,28% delas foram recicladas. O problema do descarte irresponsável do plástico é tão grave no mundo inteiro que a equipe do Earth Carers Waste Education (Austrália)…

Tendências e inovações da química analitica foram destaques do 2º encontro do Talk SCIENCE

Especialistas internacionais trouxeram assuntos relevantes discutidos mundo afora sobre as inovações da química analitica trazidas para o Brasil. Além dos conteúdos compartilhados no blog, aconteceu pela primeira vez na 15ª Analitica Latin America, o encontro de especialistas para discutir as tendências e inovações da química analítica para as indústrias de diversos segmentos no país. Tanto no encontro físico do Talk SCIENCE, como também no 6º Congresso Analitica, juntos recebemos centenas de participantes dispostos a trocar conhecimento e networking nessa oportunidade única. A programação contou com assuntos que permeiam o universo de life & science como, tendências de mercado, regulações, nanotecnologia, biotecnologia e tecnologias inovadoras em ferramentas analíticas na saúde e engenharia. Tudo isso em modelo inédito e inovador dentro do principal evento da indústria química analitica, quebrando a barreira digital para levar a você conteúdos transformadores. Além dos três dias de conteúdo, realizamos uma intensa cobertura de outros assuntos que…

Ciência forense como aliada no controle de dopagem no esporte

Estratégias e métodos para controle de dopagem no esporte são amplamente discutidos entre acadêmicos e a indústria científica próximo às Olimpíadas 2020. A atividade de Controle de Dopagem no Esporte completou 50 anos, e a partir da criação da Agência Mundial Antidopagem, em 1999, a atividade adquiriu um ritmo de evolução acelerado. Hoje, a ciência antidopagem se tornou um campo multidisciplinar, onde a toxicologia forense avança a cada ano. Durante o 6º Congresso Analitica, realizado entre os dias 24 e 26 de setembro, o coordenador do Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem, Henrique Marcelo Gualberto apresentou o que é considerado o Estado da Arte na detecção antidopagem, as principais estratégias analíticas, assim como importância da evolução tecnológica da instrumentação. “Mais de 99% dos casos de doping são observados pela presença de substâncias proibidas, então temos um papel muito particular em relação a ciência forense, que também conhecemos como controle de…