Categoria

Life & Science

Categoria

Conheça inovadora metodologia in vitro de proteção à luz azul

Assunto ganhou destaque na comunidade científica e apresenta novidades para a indústria cosmética. Em um cenário em que grande parte da população está exposta à luz presente em aparelhos eletrônicos – como tablets e smartphones – está surgindo um debate entre a comunidade científica sobre as metodologias de proteção da pele à luz azul. Ela é capaz de penetrar tecidos e está associada a alterações celulares, o que pode resultar em danos na pele de diversas pessoas. De acordo com pesquisa divulgada pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Assim, proteção à luz azul tem se tornado uma característica interessante dos produtos, além de estar entre as tendências no mercado para claims de produtos como protetores solar. Pioneiro no Brasil em avaliação de produtos com…

Tendência dos insumos naturais para produção de medicamentos

Quer entender quais são as oportunidades do uso de insumos naturais no mercado? Acompanhe o que preparamos a seguir! A era digital é profundamente marcada pela transparência. As pessoas desejam saber, cada vez mais, como os produtos e serviços que elas consomem são produzidos e se os valores da marca se alinham ao que elas acreditam. Nesse cenário, emerge a busca por medicamentos com insumos naturais, que colaboram com a preservação do meio ambiente e oferecem informações mais claras aos usuários. Para se ter uma ideia do crescimento desse mercado, em 2011, a indústria mundial de fitoterápicos movimentou US$26 bilhões, o que resulta em 3,2% das cifras mundiais referentes à comercialização de medicamentos no mesmo ano. O mercado está se movimentando e, ao contrário do que estereótipos possam apontar, alia-se fortemente à tecnologia para assegurar o fornecimento de bons fármacos. Inovação na indústria farmacêutica: uma necessidade constante Para acompanhar as necessidades do mercado…

Você sabe como performam os medicamentos especiais na indústria?

Quando se pensa em medicamentos especiais, logo vem à mente seu custo elevado de fabricação. Mesmo assim, a perspectiva de vendas no país é alta. Isso porque o Brasil é o sexto maior mercado desses medicamentos no mundo — suas vendas em 2017 foram estimadas em US$ 33,1 bilhões — e tudo indica que, até 2022, se torne o quinto maior mercado. Por isso, a indústria precisa enxergar o potencial de expansão dos medicamentos especiais em nosso país. Isso porque, com o envelhecimento populacional e a mudança no perfil epidemiológico, a demanda por eles aumentará consideravelmente. Isso se deve a algo que é inevitável com o envelhecimento: o aumento de doenças associadas a essa condição, como o câncer. Acompanhe o texto e saiba o que são medicamentos especiais e as regras quanto ao seu armazenamento e transporte. O que são medicamentos especiais? Medicamentos especiais são fármacos produzidos com alta tecnologia…

Produtos pró-age mudam comunicação e vendas na indústria cosmética

Se o conceito de beleza sempre foi atrelado à ideia de parecer mais jovem, atualmente, nota-se uma mudança nessa relação. Mulheres que antes não gostavam de comentar a idade, hoje celebram a vida não escondendo as marcas do rosto, mas cuidando da pele e cabelos para que estejam bonitos e saudáveis. Essa tendência de produtos pró-age pode ser observada, por exemplo, nas pessoas que estão abolindo as tinturas e assumindo os fios grisalhos, o que antes era inadmissível. O contexto que descrevemos acima faz parte do movimento pró-age, ou seja, de gente que não precisa lutar contra o avanço da idade. Pelo contrário: querem mesmo é ser quem são, sem que a palavra envelhecimento soe como algo negativo. E a indústria de cosméticos? Como fica diante dessa questão? O setor já começa a se adequar e a trabalhar com os cosméticos da linha pró-age, que trazem uma proposta bastante diferente dos…

Veja novas pesquisas sobre microbioma cutâneo

Chega ao mercado nova abordagem para entender melhor as condições específicas da pele utilizando pesquisa do microbioma cutâneo. Para quem trabalha com a indústria cosmética deve ficar atento às inovações e pesquisas científicas da área, inclusive quando o tema é sobre o microbioma cutâneo e suas tendências. Já pensou se houvesse uma nova abordagem para entender melhor as condições específicas da pele? Hoje, a ideia já existe, e foi apresentada na última edição do Congresso Latino-americano e Ibérico de Químicos Cosméticos (Colamiqc) pela DSM, empresa que fornece soluções inovadoras para nutrição humana, nutrição animal, cuidados pessoais, entre outros. “O objetivo era que comparássemos a situação que temos agora na pele, particularmente por um parâmetro físico, como por exemplo, a secura, que significa a perda transepidérmica de água, hidratação, pH e sebo com o microbioma”, explicou Mathias Gempeler, diretor global de Ciência e Promoção de Cuidados com a Pele da DSM.…

Descubra a nova tendência cosmética: microbioma

Desenvolver produtos voltados para o equilíbrio das bactérias saudáveis do nosso corpo é uma prática comum na indústria de alimentos. Porém, para a indústria de cosmético, esse é um novo nicho a ser explorado. Por isso, as novas pesquisas se voltam para a criação de formulações direcionadas à diversidade do microbioma da pele. A tendência é descobrir como restaurar o equilíbrio adequado da pele, cujo ecossistema é formado por bactérias boas e ruins (consideradas patogênicas) que vivem na superfície e em suas camadas mais internas. Quer entender melhor a influência do microbioma e uma derme saudável? Então, acompanhe nosso post e conheça os desafios das indústrias no desenvolvimento de produtos relacionados a essa nova proposta! Qual a relação entre microbioma e saúde da pele? Nas camadas da pele habitam microrganismos em simbiose que têm a função de proteger nosso corpo. Quanto mais diversidade houver nesse ecossistema, mais saudável é a derme. Quando…

Sete ferramentas de controle de qualidade na indústria farmacêutica

Quer entender como funciona o controle de qualidade nesse mercado? Acompanhe nosso post e descubra as sete principais ferramentas utilizadas e a importância da tecnologia nesses processos. A indústria farmacêutica brasileira está entre as dez maiores do mundo. No ranking global da Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma) de 2017 está na 7ª posição e as projeções do setor é que chegue a ocupar o 5º lugar em 2022. Esse destaque é fruto de muita pesquisa, tecnologia e investimento nos processos de produção. Para manter a competitividade é essencial se valer dos melhores métodos de controle de qualidade para garantir um medicamento seguro, eficaz e que atenda à legislação. Como funciona o controle de qualidade na indústria farmacêutica? O controle de qualidade começa muito antes da produção, com a qualificação adequada dos fornecedores. Segundo Jair Calixto, diretor de Assuntos Técnicos em Inovação do Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma), é uma obrigação…

Cannabidiol na indústria farmacêutica

Veja a expansão do cannabidiol dentro da indústria farmacêutica e porque sua representação medicinal no Brasil ainda é tão pequena. Você certamente já ouviu falar no uso do cannabidiol para o tratamento de doenças. O estudo da substância vem ganhando espaço no setor farmacêutico e várias pesquisas comprovam os benefícios causados pelo princípio ativo. Porém, por ser extraída da planta da maconha, essas informações ainda são alvo de preconceitos. Conversamos com a professora Virgínia Carvalho, da UFRJ, que é coordenadora do projeto de extensão universitária Farmacannabis, para entender melhor sobre o uso da substância com fins medicinais. Neste post, vamos falar sobre como cannabidiol pode ajudar na indústria farmacêutica. Acompanhe! O que é cannabidiol? O cannabidiol é um princípio ativo, encontrado na planta da cannabis, dissolvido em óleo, que pode ser de oliva ou de milho, por exemplo. Esses óleos podem ser encapsulados. A substância pura é encontrada em formato de cristal,…