Mais do que qualquer outra categoria de bens de consumo, a indústria dos cosméticos é impulsionada pelas tendências. E os últimos anos viram o surgimento de muitas inovações nesse mercado.

De acordo com um relatório da empresa 360 Research Reports, o mercado global de produtos cosméticos foi avaliado em 532,43 bilhões de dólares em 2017 e deve atingir um valor de mercado de 805,61 bilhões de dólares até 2023, podendo registrar uma taxa de crescimento anual composta de 7,14% no período entre 2018 e 2023.

Dos dispositivos inteligentes de beleza integrados em residências às grandes fusões e aquisições de startups, confira neste artigo algumas das principais tendências cosméticas para 2020!

Dispositivos inteligentes de beleza cada vez mais conectados

Em 2020, as marcas de beleza continuarão usando tecnologias desde inteligência artificial (IA) até realidade aumentada (RA) para manter seus clientes envolvidos.

Por exemplo, o HiMirror, um “espelho inteligente” fabricado pelo New Kinpo Group de Taiwan, tem a função de avaliar a pele. Ele tira uma foto do seu rosto toda vez que você faz o login e verifica se há rugas, manchas vermelhas, poros, linhas finas e níveis de brilho. Em seguida, classifica esses fatores de “bom” a “ruim” e envia dicas personalizadas e recomendações de produtos.

A Olay oferece um serviço semelhante para smartphone chamado Skin Advisor, enquanto seu novo aplicativo FutureYou Simulation permite que os usuários visualizem a aparência da pele e rosto usando a AR.

Mas não é só isso. O Le Teint Particulier, da Lancôme, é uma máquina de fundação personalizada que encontra a base exata para o seu tom de pele usando IA. Os consultores determinam seu tom de pele facial usando um scanner digital de mão. Um algoritmo escolhe entre 20.000 tons de cores diferentes.

Finalmente, os resultados são enviados para uma máquina que mistura a base para você, no local.

Parcerias com fazendas e laboratórios estarão em alta

A demanda por ingredientes naturais para cosméticos está em ascensão em todo o mundo. Os ingredientes à base de plantas praticamente dominaram o mercado de bens e produtos de consumo.

As questões ambientais estão crescendo em importância, tornando a sustentabilidade, o abastecimento ético e seus esquemas de rotulagem relacionados mais proeminentes. Mudanças no comportamento e no estilo de vida do consumidor também estão criando aberturas para ingredientes naturais.

Por esse motivo, as marcas de beleza estão recorrendo a diferentes empresas e fabricantes para obter seus ingredientes. Não sendo mais apenas o domínio do laboratório, o conteúdo dos produtos de beleza modernos é produzido pela indústria agrícola; então a produção de beleza e alimentos está se tornando cada vez mais entrelaçada.

Além de causar uma mudança nas práticas de compra e aquisição de agentes da indústria da beleza, isso significa que aspectos do mundo natural agora afetam a disponibilidade de ingredientes-chave para produtos de beleza.

Além disso, as biotecnologias podem ter impacto significativo nos ingredientes dos produtos de beleza nos próximos anos.

Adoção da inovação liderada por multidões

Embora o mundo esteja cada vez mais interconectado, paradoxalmente também é cada vez mais local e individualista: os consumidores estão buscando produtos e serviços pessoais para eles. Para a indústria de cosméticos, isso significa atender às demandas de produtos adaptados a diversos fatores individuais, como idade, sexo, etnia, crenças religiosas, geografias e clima, estilo de vida, saúde e bem-estar.

Em 2020, marcas e clientes se tornarão mais conectados por meio de uma variedade de plataformas, mas também por meio de feedback liderado por multidões, que fornece informações valiosas por meio das mídias sociais ou de sua plataforma de escolha. Embora o feedback liderado por multidões não seja um conceito revolucionário, ele recebeu muito mais atenção recentemente, com um número crescente de marcas voltando-se para esse modelo.

Ao pedir a opinião dos consumidores, ouvir suas preferências, organizar concursos de mídia social e incentivá-los a criar suas próprias ideias de produtos, as empresas estão dando aos clientes o que querem e eliminando muitos dos riscos quando se trata de lançar uma marca ou novos produtos.

Maior consciência em saúde

O outro lado da demanda de visibilidade na fabricação de cosméticos é o aumento do movimento consciente da saúde no mercado de produtos de beleza. Assim como em outros setores de fabricação de processos, o mercado de cosméticos e cuidados pessoais foi inundado por mercadorias voltadas ao consumidor, promovendo um estilo de vida mais saudável.

Isso inclui fazer compras seletivas em produtos de cuidados com a beleza com base na matéria-prima utilizada, buscando aqueles com materiais mais naturais.

Fusões e aquisições

As marcas multinacionais de cosméticos ainda dominam os mercados regionais, mas os ventos da mudança estão forçando essas empresas a revisar suas estratégias de negócios e buscar alianças estratégicas para melhorar seu posicionamento e acelerar o crescimento.

De fato, a concorrência vinda de players nacionais e emergentes está em constante crescimento. Como resultado, os participantes globais estão buscando parcerias e fusões com marcas de beleza regionais, como forma de satisfazer as preferências do consumidor em constante evolução e garantir uma participação maior no mercado.

Por fim, vale ressaltar que, além dessas grandes tendências, o setor de beleza também está com um maior controle regulatório e um maior desejo do consumidor por transparência quando se trata de produtos de beleza.

Além disso, muitos fornecedores estão introduzindo produtos para a pele que oferecem benefícios multifuncionais, como propriedades antienvelhecimento. A introdução desses produtos inovadores está aumentando as receitas dos fornecedores e impulsionando o crescimento do mercado.

De maneira semelhante à forma como os consumidores buscam maiores benefícios à saúde, transparência e sustentabilidade de seus alimentos, os compradores de cosméticos procuram os mesmos benefícios em nesses produtos.

E assim, as marcas de beleza estão se tornando mais habilitadas para tecnologia, como mostram as tendências cosméticas para 2020. Tecnologias como inteligência artificial, impressão 3D e até blockchain continuarão a tornar o ciclo de vida do produto de beleza mais eficiente e personalizado para os consumidores.

Agora que já falamos muito sobre mercado, que tal continuar aqui no blog e conhecer também uma nova tendência cosmética? Leia o nosso artigo sobre microbioma e let’s talk!

Escreva um comentário