Mudanças na forma de como enxergar a cadeia farmacêutica são fatores que ajudam nessa transição.

Quem tem uma empresa, ou decidiu começar um negócio, deve ouvir muito sobre a importância da digitalização, mas afinal, como preparar sua empresa para a digitalização? E quando se trata do setor farmacêutico, com anos vivenciando outros tipos de processos, como fazer essas transformações sem afetar os negócios, mas pelo contrário, potencializá-los.

De acordo com Gerson Charchat, sócio-diretor da Roland Berger, é necessário entender que hoje os modelos de negócio precisam estar cada vez mais integrados. “Primeiro é trabalhar com uma jornada do paciente digital, desde o momento do sintoma, até a fase final de tratamento. Segunda coisa é falar de ecossistema digital, com mudanças dos modelos de negócios para modelos cada vez mais integrados, com diferentes papéis, cada vez mais próximo de uma cultura digital”, explica o executivo.

Ele conta também que existem empresas que conseguem fazer a previsão de doenças raras baseado em inteligência virtual, por isso é preciso ter informações ao longo da cadeia, para saber quais médicos serão necessários, qual será a base de medicamentos, e quais locais dispor para o atendimento.

“A indústria 4.0 é exatamente isso, é você sair de uma lógica de silos para uma lógica muito mais integrada. A indústria está muito focada nessa questão de digitalização, principalmente a parte de manufatura. Outro ponto importante é criar um modelo organizacional não tão hierárquico, com organizações mais ágeis e mais flexíveis”, conclui Gerson Charchat, sócio-diretor da Roland Berger.

Quer entender mais sobre digitalização e como aplica-la em sua empresa? Então clica no vídeo acima.

 

Não perca nenhum conteúdo! Siga nossas redes sociais e fique por dentro das notícias mais quentes do mercado!

Linkedin, Facebook e Instagram

[avatar user=”talk” size=”thumbnail” align=”left”]Content team[/avatar]

Escreva um comentário