O marketing na indústria farmacêutica sempre foi um desafio para todos os gerentes de marketing. Isso, porque o órgão regulador do setor, a Agência Nacional de Saúde (ANVISA), estabelece regras rígidas quando à publicidade e propaganda de medicamentos.

Mas, nos últimos anos, o marketing de conteúdo tem se mostrado um grande aliado para atrair, engajar e converter os públicos de relacionamento da indústria farmacêutica.

Quer saber mais sobre o marketing na indústria farmacêutica e como o marketing de conteúdo pode ser um forte aliado para alavancar as vendas? Então, continue a leitura!

Como funciona o marketing na indústria farmacêutica?

O marketing na indústria farmacêutica trabalha basicamente com dois pilares: B2B (Business to business) e B2C (Business to consumer).

O B2B é um esforço para conquistar a preferência dos médicos, hospitais, clínicas, distribuidores de medicamentos e drogarias. Esses são os intermediários que levarão os remédios até o consumidor final (B2B).

Essa é uma das peculiaridades que diferenciam a indústria farmacêutica de outros setores. Isso porque, além de precisar se comunicar com seus clientes finais, é necessário passar pelos intermediadores desses medicamentos, sendo os médicos e as farmácias importantes intermediadores, pois eles vão receitar ou recomendar o medicamento.

Esses são os responsáveis por agregar valor à marca, transmitindo seriedade, confiança e eficiência, fatores fundamentais para a indústria farmacêutica.

Para toda a comunicação referente à publicidade sofre fiscalização, a ANVISA estabelece regras, e alguns critérios devem ser seguidos como:

  • a informação do registro de medicamento na ANVISA;
  • indicação de uso;
  • contraindicação;
  • mensagem em caixa alta alertando sobre os riscos;
  • os medicamentos tarjados não podem ter sua publicidade orientada ao consumidor final, pois precisam de prescrição médica.

Todas as ações têm como objetivo garantir a segurança do consumidor e inibir a automedicação.

Por que investir em marketing de conteúdo para a indústria farmacêutica?

As ferramentas de busca têm sido fortes aliadas para o marketing na indústria farmacêutica. Veja a seguir!

No Google, 1 em cada 20 buscas diz respeito a questões de saúde

Nunca se pesquisou tanto sobre sintomas na história da humanidade!

Uma pesquisa conduzida pelo Grupo Minha Vida, divulgada pela revista Veja, revelou que 78,3% dos entrevistados brasileiros procuram se informar a respeito de questões de saúde na internet antes e depois de uma consulta médica.

Assim, é possível afirmar que as marcas que ainda não estão expostas na rede estão perdendo uma grande chance de se comunicar e expor suas soluções para uma audiência cada vez maior e muito interessada em soluções para as suas questões.

Médicos realizam, em média, 6 pesquisas profissionais por dia

Como os pacientes estão realizando consultas prévias na internet, eles chegam aos consultórios com solicitações por medicamentos específicos.

Para atender a essa demanda, 62% dos médicos também estão recorrendo aos buscadores para pesquisar sobre esses medicamentos, segundo relatório do Google.

Como o marketing de conteúdo pode ser feito para a indústria farmacêutica?

Até aqui você já percebeu que o marketing de conteúdo para a indústria farmacêutica é realmente uma tendência. Mas, você e sua organização estão preparados para atender a essa audiência que cresce exponencialmente a cada dia?

Se você deseja investir no marketing de conteúdo para a indústria farmacêutica, saiba que a propaganda nesse canal também é regulamentada e é regido por uma série de leis e regulamentações.

Portanto, é preciso estar atento às limitações da regulamentação, sendo a Resolução RDC n. 96/08 da Anvisa uma das principais diretrizes a respeito.

Estar atento a todos os detalhes garantirá que a indústria fique isenta de sanções como multas e recolhimento do produto, em casos mais graves.

Para acertar na comunicação, você pode contar com o setor de Assuntos Regulatórios da sua indústria, departamento responsável por analisar e estudar todas as publicações e sanções da ANVISA relacionadas à regulamentação de medicamentos, e isso inclui a sua publicidade.

Ademais, o setor jurídico também pode ser consultado, sempre que necessário.

No entanto, nenhum desses entraves burocráticos envolvendo a comunicação dos medicamentos impede que você crie novas formas de divulgar os remédios, em especial aqueles isentos de prescrição médica.

Veja abaixo mais dicas valiosas para acertar no marketing de conteúdo da indústria farmacêutica!

Conte histórias reais

Uma das vantagens do marketing de conteúdo é poder contar histórias reais, ou seja, aquelas que tornem possível aproximar as pessoas de uma solução para os seus problemas, dando a elas um olhar diferente acerca das questões apresentadas.

Histórias que envolvam um aspecto científico do desenvolvimento de medicações e de superação são ótimas formas de gerar identificação e uma experiência positiva, gerenciando a reputação da marca. Isso também ajuda a manter um relacionamento mais próximo com o cliente final.

Distribua o conteúdo pelo funil

Apesar do marketing de conteúdo ser uma alternativa nova para o segmento farmacêutico, é possível distribuir o conteúdo de forma que ele atraia mais pessoas, em seus diversos estágios de necessidade.

É possível, por exemplo, trabalhar na retenção dos consumidores, dando a eles conteúdo sobre alternativas de drogas, opções de tratamento, novas pesquisas etc.

Fale de saúde, não de doença

Uma boa forma de se comunicar utilizando o marketing de conteúdo é sempre abordar a solução do problema e não a doença.

Por exemplo, se o medicamento em questão é para azia e má digestão, a comunicação deve ser voltada para assuntos que tragam alívio para essa dor, como bons hábitos alimentares, associado a uma rotina de exercícios e o uso regular do medicamento em questão.

Produza conteúdos relevantes

Não caia na armadilha de produzir mais do mesmo. Busque se aprofundar nos problemas da persona e traga as soluções que ela precisa de maneira criativa.

Presença em redes sociais

Use as redes sociais para divulgar os seus conteúdos e gerar tráfego para o site destinado ao cliente final.

Entendimento da persona

Como toda estratégia de marketing de conteúdo, o marketing na indústria farmacêutica também deve ser focado na persona. Entenda as suas dores para oferecer a melhor solução a ela.

Diversidade nas postagens

A diversidade das postagens é muito importante. Busque falar de qualidade de vida, bem-estar, alimentação saudável, equilíbrio emocional e outros temas que possam agregar ao seu produto. Dessa forma, você estabelece um relacionamento com a sua persona, gerando mais valor para ela por meio dos seus conteúdos.

Faça um bom SEO

As técnicas de Search Engine Optimization (SEO) ajudam você a ranquear nas primeiras posições dos buscadores. Isso contribui para gerar mais conversões, elevando as vendas do seu medicamento.

Como vimos ao longo desta leitura, o marketing na indústria farmacêutica tem diversos desafios, mas o marketing de conteúdo pode ser um excelente aliado para oferecer aos públicos do setor, informações precisas e de qualidade, e que agreguem valor ao medicamento, ajudando a construir a credibilidade necessária para se consolidar no mercado.

Se você gostou deste post sobre marketing na indústria farmacêutica, compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas possam interagir com o tema!

Escreva um comentário