Produtos e iniciativas conscientes, que levam em sua produção matéria-prima natural, estão ganhando cada vez mais espaço nas prateleiras e no mercado cosmético. Os produtos verdes têm sido um dos nichos de maior crescimento nos últimos anos dentro do setor de Higiene e Beleza.

Segundo a consultoria americana Grand View Research, o segmento de beleza verde, dentro do mercado de cosmético, deverá atingir um faturamento de US$ 25 bilhões até 2025, em todo o mundo.

Cosméticos verdes continuam avançando e devem crescer 10% nos próximos anos.

A ascensão deste segmento é impulsionada pela geração millenium. Mais do que carregar o emblema natural, os consumidores buscam produtos verdes também com funções estéticas efetivas e, principalmente, de saúde.

“Hoje, quando a gente fala de cabelo, falamos em um contexto mais global, não só de tratar o cabelo em si, mas muito de tratar o conceito de saúde. O couro cabelo e o cabelo precisam estar bem tratados”, explica Elaine Scarelli, líder regional da indústria de home e personal care na América Latina da Dupont.

A especialista destaca a matéria-prima natural Genencare OSMS. O ingrediente contribui com o fortalecimento dos fios, redução de frizz e até mesmo o tratamento do couro cabeludo. Esta matéria-prima natural foi desenvolvida no Brasil e testada em variados tipos de cabelos, tanto em fios virgens como em fios duplamente danificados.

“É extremamente importante entender como é o cabelo do consumidor brasileiro. No Brasil, temos desde lisos até cabelos afros, por isso acreditamos ser importante testar em diferentes tipos de cabelo. Essa é a realidade do consumidor brasileiro, eles buscam produtos que vão tratar o cabelo e reparar os danos”, finaliza.

Quer ver mais vídeos sobre as tendências do setor? Assine nossa newsletter e receba conteúdos em primeira mão!

Não perca nenhuma novidade do mercado cosmético! Acompanhe nossas redes sociais no Instagram, LinkedIn e Facebook!

Talk NMB
Content Team

Escreva um comentário