Pobreza, desemprego e desigualdade são alguns dos maiores desafios que a nossa sociedade enfrenta hoje. Essas questões necessitam de soluções urgentes e as empresas, com todos os recursos aos quais têm acesso, podem contribuir para melhorar esses problemas. Uma das principais formas de garantir que esse compromisso seja cumprido é por meio dos programas de responsabilidade social corporativa.

Você sabe o que esse termo significa? Como as indústrias podem colaborar com uma sociedade melhor? Continue acompanhando o nosso post e descubra que Life & Science também é preocupação social e bem-estar para todo mundo!

Qual é a importância de investir em programas de responsabilidade social?

O crescimento dos programas de responsabilidade social não são uma demanda apenas das empresas, mas das pessoas, que veem no consumo uma forma de optar por empresas que se alinham aos seus valores. Porém, as organizações não podem estruturar programas tendo em vista somente a própria imagem.

Na era da informação e da transparência, é preciso que eles realmente exerçam impacto. A responsabilidade social, portanto, pode ser entendida como a adoção de posturas empresariais que promovam o bem-estar de seus públicos interno e externo.

Investir em programas de responsabilidade social corporativa traz aos negócios uma série de benefícios, como a oportunidade de solucionar problemas complexos e inovar. Além disso, essas ações fortalecem a reputação da marca e motivam os colaboradores com valores, o que impacta também na cultura corporativa.

De acordo com o estudo “Integração dos ODS na Estratégia Empresarial”, realizado pelo Comitê Brasileiro do Pacto Global e divulgado pela Fiesp, metade das 21 empresas questionadas considera os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) como referência em seus negócios, seja na estratégia ou nas atividades do dia a dia. A mesma pesquisa aponta que 20% das outras empresas pretendem usar os ODS no futuro.

No Brasil, observa-se um crescimento das iniciativas e investimentos em responsabilidade social nas empresas.

Como a preocupação social da indústria pode colaborar com uma sociedade melhor?

A indústria tem acesso a recursos, redes e conhecimentos que conferem a ela grande responsabilidade na formulação de soluções para problemas sociais. Seja pelo descarte correto de medicamentos a programas de acesso, há diversas formas de a indústria promover impactos positivos na comunidade, como você confere com os exemplos a seguir.

Ampliar o acesso aos cuidados com a saúde

No quesito de responsabilidade social, a indústria farmacêutica tem uma vantagem extra em relação às outras, afinal, o seu papel é colaborar com a qualidade de vida das pessoas. Contudo, o acesso aos medicamentos ainda representa um problema para muitos, especialmente para as populações rurais e que residem em regiões marginalizadas e de conflito.

Por isso, é tão importante que as marcas se comprometam em expandir o acesso a esses produtos, trabalhando em parceria com organizações e governos para que eles cheguem às pessoas que precisam deles, seja por meio de preços mais baixos ou por doações.

Colaborar por meio das redes de contato

Para enfrentarmos os desafios globais de saúde, é preciso que formemos uma rede com diferentes profissionais e expertises, capazes de entender as possibilidades do contexto e o que pode beneficiar as comunidades atendidas. Isso pode ser alcançado por meio de parcerias que envolvam instituições públicas e privadas.

Access Accelerated, por exemplo, é uma parceria global que reúne 20 empresas e associações farmacêuticas para promover o acesso à prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças não-transmissíveis (DNT) em países com populações de baixa renda. Entre essas doenças, estão o câncer, distúrbios de saúde mental, diabetes, entre outros. O objetivo da organização é reduzir as mortes prematuras por DNTs a um terço até 2030.

Criação de programas de caridade eficazes

As empresas podem oferecer suas experiências e conhecimentos para organizações não governamentais a fim de elaborarem juntas possíveis soluções para os problemas que buscam enfrentar. Para criar ações de impacto e engajar as partes interessadas, as empresas  precisam, antes, criar um programa que dialogue com os valores e possibilidades de seu modelo de negócios.

Políticas de sustentabilidade

A pesquisa e o desenvolvimento podem ser aliados a pilares de sustentabilidade. Ações de gerenciamento de resíduos e gestão energética, por exemplo, são um ótimo ponto de partida. Uma das maiores fabricantes de compostos químicos de todo o mundo analisou seus mais de 60 mil produtos e soluções e os classificou de acordo com a contribuição deles para a sustentabilidade.

O projeto Triple E (Excelência em Eficiência Energética), também implementado pela fabricante, tem como principal objetivo aumentar a competitividade da empresa por meio de uma melhor eficiência energética.

Já uma das marcas que mais se destacam no Brasil pela fabricação de produtos para cabelos crespos e cacheados apostou não só em políticas de diversidade como no uso de ingredientes veganos e orgânicos e no combate aos testes em animais. Observe que cada marca utiliza a abordagem que melhor dialoga com o seu core business. Dessa forma, elas podem manter um posicionamento coerente.

Programas de diversidade

Ainda há muitos entraves para a igualdade de gênero nas empresas, especialmente se pensarmos nos cargos de liderança. Uma pesquisa do IBGE divulgada pela Agência EBC apontou que as trabalhadoras chegam a ganhar 20,5% menos do que os homens que ocupam os mesmos cargos que elas.

Uma das maiores processadoras de cana-de-açúcar do mundo já reúne mais de mil mulheres em seus cargos. 11,5% delas estão em posição de liderança e 22% ocupam cargos de gerência, como mostra esta reportagem.

Uma das maiores fabricantes de medicamentos do mundo passou a levantar a bandeira do “Respeito do Diverso”. Em seu Programa de Diversidade, ocorrem debates, palestras e encontros divididos por grupos de acordo com a afinidade. O programa Blend, por exemplo, busca promover a conscientização dos colaboradores sobre as questões LGBT, promovendo um ambiente de mais respeito para todos.

Nossa legislação conta com uma série de mecanismos que facilitam a implementação de políticas de responsabilidade social e corporativa, como a ISO 50001. A função dela é permitir que a organização estabeleça os processos necessários para alcançar a eficiência energética, bem como o consumo de energia. Já a ISO 14001 auxilia empresas na gestão e tratamento de resíduos, tornando seus programas ambientais mais consistentes e reduzindo seus impactos na natureza.

Viu só como a preocupação social nas indústrias pode colaborar com uma sociedade melhor? Programas de diversidade, incentivo à comunidade dos colaboradores, de acesso a medicamentos e muitos outros colaboram com uma sociedade mais justa, fortalecem a sua estratégia de marca e aproxima-a de quem mais importa: as pessoas.

Se você gostou deste conteúdo e quer receber mais novidades sobre inovação e Life & Science, assine a nossa newsletter e let’s talk!

Talk NMB

1 Comentário

Escreva um comentário