Cada vez mais se vê indie brands crescendo em solo brasileiro e entende-las é fundamental para aproveitar essa nova onda no mercado cosmético

As indie brands são definidas como empresas que ainda são administradas por seus fundadores e geralmente trazem algum conceito inovador para o mercado, seja vegano, orgânico, o público de men care, o público sênior, diversidade ou o empoderamento.

Quem explica isso é a analista da Factor Kline, Juliana Bondança, que também fala sobre os impressionantes números das indie brands.

“A gente percebe que essas empresas têm demonstrado um crescimento muito acima do mercado, principalmente hoje, que se vê em uma lenta recuperação da crise, existem empresas com crescimento de 130%, isso para as mais novas. Porém, mesmo as empresas fundadas na época de 2000 registram um crescimento de 80%, 60%”, conta a especialista.

Por isso é importante entender as particularidades das indie brands, a estrutura de capital, o posicionamento de preço e o que elas podem trazer de diferente para o consumidor final de cosméticos.

“São empresas que vão ter um crescimento de até R$ 7 milhões anuais. Isso não é muita coisa quando a gente pensa no mercado de cosméticos, então é bom entender um pouco mais quais são os principais desafios, oportunidades dessas empresas e trazer esses insights”.

Confira no vídeo acima um pouco mais das tendências e o que apresentam as indie brands brasileiras.

Talk NMB
Content Team

Escreva um comentário