Desde que a pandemia de COVID-19 chegou ao Brasil, vimos várias medidas que foram tomadas, estado por estado, cidade por cidade. Uma delas é o confinamento de parte da população e o fechamento de estabelecimentos comerciais, que passaram a não atender mais presencialmente os clientes. Mas como será que é possível trabalhar na quarentena?

Para enfrentar esse período, antes de mais nada é preciso que você monte uma estratégia que facilite o trabalho da equipe de forma remota, a organização de tarefas e demandas e, principalmente, a maneira como as vendas podem continuar acontecendo — e isso inclui fortalecimento do e-commerce e atendimento pelas redes sociais e website da marca.

Ao mesmo tempo, é fundamental alinhar outros pontos que garantam, de forma saudável e inteligente, a continuidade do negócio. E é o que vamos mostrar abaixo. Confira!

Aposte em boas estratégias de marketing

Como está a relação entre o comercial e a equipe de marketing? É hora de afinar mais ainda essas duas equipes para que trabalhem juntas em prol do melhor posicionamento da marca. Além disso, essa atuação conjunta facilitará o entendimento de como agir e trabalhar na quarentena para que os serviços ou produtos atraiam os clientes à compra final.

Porém, é preciso todo um cuidado para que a estratégia não fique “fria” demais, ou seja, fale apenas de vendas e não foque na aproximação com o consumidor. Lembre-se de que, nesse período, as marcas que mostram empatia, interesse, atenção, personalização e humanização são as que mais têm chances de continuar com boa reputação.

Outro fator importante é tentar conversar com o cliente de uma forma que ele veja o quanto pode contar com a empresa. Isso vale não apenas para oferecer novos produtos, mas sim ajudar com dúvidas, sugestões de uso, materiais de apoio para o consumidor ler e pesquisar, entre outros detalhes.

Mantenha sempre o foco no cliente

Sim, mais do que nunca o cliente está mesmo de olhos bem atentos em como suas marcas favoritas têm se portado e atuado com foco no trabalho na quarentena. Por exemplo, como está o atendimento ao cliente? Seu SAC está bem estruturado para atender a todas as demandas que tendem a surgir nesse período?

Aqui, é fundamental ainda reforçar o SAC 3.0 — o que é feito por meio das redes sociais, como Facebook e Instagram. Como as pessoas estão usando bastante essas plataformas por conta do confinamento, elas também estão procurando interagir mais com as empresas por lá. Dessa forma, quem está preparado consegue manter um ótimo foco no cliente.

Aposte ainda em promoções, brincadeiras, envios de materiais e informativos para o e-mail do consumidor, de um jeito que mostre que o intuito da empresa é continuar todo o acompanhamento desse cliente. A jornada de compras também tem que ser conferida de perto, para o comprador não passar por nenhum problema durante a escolha de um produto.

Invista na melhor experiência

Você já ouviu falar em customer experience? Na tradução, experiência do cliente, é um conceito que ganhou de vez espaço entre as empresas que querem fidelizar e gerar satisfação para seu público-alvo. A estratégia consiste em fazer o possível para causar uma boa impressão no consumidor durante todo o seu contato com a marca.

Quando falamos em contato, isso quer dizer tanto o atendimento pessoal como o online. No caso do trabalho na quarentena, o foco é a experiência online que esse cliente quer e merece ter. Você pode pensar em soluções que passem por um site responsivo, um perfil nas redes sociais que seja agradável e útil e a facilidade de compra e pedido de SAC no website.

Vamos além, pois a experiência do cliente pode ser focada ainda no pós-venda. Imagine que o consumidor acaba de receber em casa o produto que comprou online e quer aproveitar ao máximo o item. O que acha de entrar em contato para saber como está sendo esse momento? Ou verificar se o cliente precisa de ajuda, quer alguma sugestão, entre outros? Faz diferença!

Faça cortes

Trabalhar na quarentena pode requerer, inevitavelmente, conter gastos. O mercado em geral está agindo com cautela em todos os quesitos: da compra de novos materiais e insumos à contratação de profissionais. Para evitar ter que reduzir a equipe, sua empresa pode pensar em redução da jornada de trabalho, pausa em reformas etc.

Quanto mais você conseguir fazer cortes, sem afetar drasticamente sua equipe, melhor será para os negócios, principalmente em termos de caixa. Também pode ser o momento de repensar a expansão da marca ou o começo de projetos mais arriscados e que envolvem massivo investimento em campanhas, entre outros.

Motive os colaboradores

Vamos a um fato: trabalhar na quarentena tem afetado bastante o psicológico dos profissionais. Isso porque muitos deles estão receosos de perder seus postos de trabalho, ou de verem seus rendimentos baixarem do dia para a noite. Nessa hora, é muito importante pensar em estratégias que mostrem todo o apoio da empresa aos colaboradores.

Tenha conversas frequentes com eles, marque reuniões de alinhamento de processos, responda quando alguém tiver uma dúvida e, sempre que possível, pergunte se está tudo bem, como anda a pressão no dia a dia, se a pessoa precisa de algum auxílio em demandas, ideias, execução de tarefas etc.

Aliado a isso, tente motivar os colaboradores por meio de iniciativas para o pós-pandemia, como encontros com toda a equipe, alguns benefícios e presentes. Enfim, algo que os engaje a trabalhar bem e confiantes de que a empresa pensa no bem-estar de todos.

Então, o que acha das dicas apontadas acima? Veja se não é chegado o momento de adotá-las para que você possa manter o padrão de vendas e obter resultados atrativos mesmo em períodos desafiadores. Trabalhar na quarentena pode trazer frutos que você nem imagina, mas é preciso organização, estruturação e estímulo continuo para criar ideias inovadoras que sejam uma ótima solução para o negócio.

Gostou? Assine nossa newsletter e receba sempre em primeira mão conteúdos interesses como este! Let’s talk!

 



[avatar user=”talk” size=”thumbnail” align=”left”]Content Team[/avatar]

Escreva um comentário